O QUE FAZER

Pode não fazer nada, que ninguém o julgará. Mas se é amante de circuitos históricos e culturais, enoturismo, roteiros gastronómicos, Birdwatching (observação de aves), passeios de bicicleta e caminhadas (Cycling and Walking) está no local certo.

Em Elvas

A cidade-quartel – A maior cidade fortificada da Europa está apenas a 15 minutos do Camping Puro Alentejo. Classificada pela Unesco em 2012, como Património Mundial da Humanidade, Elvas oferece um vasto legado militar evidente no seu Castelo, o primeiro imóvel a ser classificado em Portugal como monumento nacional. O Museu Militar, o Forte da Graça, o Forte de Santa Luzia e os seus três fortins justificam o cognome desta cidade, a “rainha da fronteira”

Cidade religiosa – Num passeio pelo centro histórico da cidade terá a oportunidade de apreciar o seu rico património religioso, com importantes testemunhos da cultura cristã, judaica e islâmica.

O aqueduto da Amoreira – Ao longo de sete quilómetros estende-se, às portas da cidade, o aqueduto da Amoreira. Iniciado em 1530 para levar a água a Elvas, a obra de engenharia só viria a ser concluída um século depois. Os quatro andares de arcos chegam a atingir os 31 metros de altura.

Em Barbacena

O povoado – Barbacena foi sede de concelho até 1837 e hoje faz parte do Concelho de Elvas. Esta povoação islâmica passou a pertencer à coroa portuguesa em meados do séc. XIII. Por estar na linha da frente defensiva, a localidade foi atacada e sitiada diversas vezes pelas tropas castelhanas até chegar a estabilidade, no século XX. A vila alentejana exibe o seu antigo e importante património, com monumentos como a Igreja Matriz construída em 1273, o Pelourinho da Vila do século XVI, a Igreja de São Sebastião e Igreja de Nossa Senhora do Paço, ambas dos séculos XVI-XVII e o Santo Calvário ou Capela da Nazaré do século XVIII.

Anta da Coutada de Barbacena – Monumento nacional do Neo-calcolítico ou Idade do Cobre. Uma das 13 antas classificadas pela Direção Geral do Património e Cultura e que fazem parte do Circuito Arqueológico das Antas de Elvas.

Castelo de Barbacena – Fortificação que faz parte da rica rede de monumentos da arquitetura militar da região. Presentemente na mão de privados, o castelo terá sido erguido no reinado de D. Afonso II (1248-1279) sobre um castro pré-romano. Foi alvo constante dos ataques castelhanos e depois de um restauro ordenado por D. Manuel I (1495-1521) foi invadido pelas tropas castelhanas em 1645, durante a guerra da Restauração.

Até 30 Km

Campo Maior – A população desta vila é conhecida pelo seu forte sentido de comunidade que se manifesta na Festa das Flores, também conhecida como Festa do Povo. Um evento que não tem data marcada, acontece sempre que os campomaiorenses decidem dedicar milhares de horas a criar rosas, tulipas e tantas outras flores de papel colorido para cobrir todas as ruas de Campo Maior.

Mais sombria é a Capela dos Ossos, construída em 1766, e uma das três existentes em portugal. Se é amante do Enoturismo, aproveite para visitar a famosa Adega Mayor, projetada pelo prestigiado arquiteto Siza Vieira.

Barragem do Caia – Proporcionando paisagens de grande beleza e paz de espírito, a Barragem do Caia apresenta a maior albufeira de todo o distrito de Portalegre, correndo os concelhos de Elvas, Arronches e Campo Maior. Aqui estão reunidas todas as condições para a prática de atividades náuticas, desportivas e de lazer.

Borba – Bonita cidade alentejana, sede de município, conhecida pela qualidade de produção de dois importantes artigos: os vinhos que aquecem a alma e os mármores que revestem muitos dos seus monumentos e igrejas.
O vinho de Borba é dos mais afamados no país, podendo ser devidamente apreciado na Festa do Vinho e da Vinha que se realiza anualmente na primeira quinzena de Novembro, atraindo grande número de visitantes à vila. Outra opção é agendar uma visita com prova de vinhos à Adega Cooperativa de Borba, onde poderá apreciar uma vasta seleção de vinhos das melhores castas da região.

Monforte – A vila de Monforte está situada no alto de um sólido e forte monte, junto à margem esquerda da Ribeira Grande, monte esse que terá dado origem ao topónimo de Monforte. O monumento mais emblemático da vila é o seu castelo, hoje em dia em ruínas. Aconselha-se também uma visita à Villa Lusitano-Romana de Torre de Palma. O artesanato da região mantém-se vivo de geração em geração, destacando-se típicos trabalhos em cortiça, madeira, pedra, chifre, vime e pele.

Faça aqui a sua reserva!

Para mais informações entre em contacto

© Camping Puro Alentejo - Campismo rural

Livro de reclamações    Resolução litígios online    Privacidade    Cookies

webdesign by: criativo.net